Em 24 De Março De 2019

Em 24 De Março De 2019

Em 24 De Março De 2019 1

Érik Isaac Morais Elvira (Tijuana, Baixa Califórnia, um de setembro de 1976), famoso no universo como O Terrível, é um ex-boxeador profissional e treinador mexicano. Desde 1 de setembro de 2018 atua também como Deputado Federal. É o primeiro pugilista mexicano em obter títulos mundiais em quatro divisões distintas de peso.

Foi campeão mundial do CMB e WBO, em peso, supergallo, CMB, em peso pena duas vezes, CMB e FIB, em peso, lábio e do CMB, em peso super leve. No decorrer de sua carreira, venceu a 15 inmensuráveis campeões mundiais. Conseguiu o status de lenda em consequência a tua trilogia de conflito com o campeão em três divisões distintas Marco Antonio Barreira, como este as 3 lutas com o campeão em 8 divisões Manny Pacquiao. Érik Morais nasceu pela Zona Norte, em Tijuana, México.

Sob a tutela de seu pai, José Morais de quem foi assim como lutador de boxe, Erik começou no boxe com a idade de 5 anos. Antes de estrear como profissional conseguiu um fascinante recorde amador de 114 competições, com 108 vitórias e seis derrotas.

  • Tomate, azeite de oliva e queijo de bacana particularidade (fresco, semi ou curado)
  • Se são suficientemente “bons” não há que modificar as regras porque não há nenhum problema
  • AÇÃO REDUTORA INTENSIVA: O efeito redutor e quemagrasa de
  • Direitos da mãe

Morais estreou como profissional aos 16 anos de idade derrotando por nocaute José Orejel em 2 assaltos. Em 1995, adquiriu o teu primeiro título, o Campeonato Nacional de peso Supergallo, diante o capital Henrique Júpiter noqueándolo em 6 capítulos.

Entre 1993 e 1997, subiu mais rápido nas classificações de peso Supergallo, ganhando vince e seis combates e 20-los antes do limite; incluindo vitórias a respeito os ex-campeões mundiais Héctor Aço Sánchez, e o veterano Kenny Mitchell. Em seis de setembro de 1997, no Country Coliseu de El Paso, Texas, Érik Morais teve sua primeira oportunidade por um título absoluto contra o veterano Daniel Saragoça. Em 12 de setembro de 1998, pela Praça de Touros de Tijuana, Érik enfrentou o campeão mundial Júnior Jones.

Jones tinha acomulado um recorde de 35 vitórias e 0 derrotas contra lutadores mexicanos, bem como foi derrotado em duas ocasiões a Marco António Barreira, o cinto Supergallo do Mundo. Esta batalha parecia ser o estímulo mais difícil na carreira de Érik.

O confronto foi alinhado durante os primeiros episódios, mas no quarto round Morais balançou a cabeça de Jones, com dois fortes direitas consecutivas que o mandaram para a lona. Jones se levantou, no entanto Morais não lhe permitiu recuperar-se e continuou asestando fortes direitas a humanidade de Jones, por que o assessor parou a luta. A contundente vitória contra o Jones se tornou mais a carreira de Érik, grandes brigas estavam vindo pra ele.

em dezenove de fevereiro de 2000, em Las Vegas, Nevada Érik Morais estrelou “A guerra do ano” escenificada contra Marco Antonio Barreira onde se disputaram os dois cintos de que ambos os pugilistas sacerdotes, os supergallos do CÉU e o Mundo. Morales ganhou a Barreira por pontos, mantendo a sua propriedade de forma invicta. Em 2001, conquistou o yucateco Gustavo “Silva” Espadas o cinto Pena por decisão.

No dia vinte e sete de novembro de 2004, no MGM Grand Las Vegas, Nevada, Érik Morais expôs o teu título Lábio do CMB contra o teu eterno rival, Marco Antonio Barreira. Foi um combate emocionante e um vasto final pra trilogia Morais-Barreira que havia iniciado quatro anos atrás, e que levou a ambos às mais altas esferas do boxe mundial.