O Exercício Físico Regular Reduz Os Efeitos Do Envelhecimento

O Exercício Físico Regular Reduz Os Efeitos Do Envelhecimento

O Exercício Físico Regular Reduz Os Efeitos Do Envelhecimento 1

O exercício físico é muito, contudo muito benéfico para a saúde. Não em vão, vários estudos têm constatado que o exercício é a maneira mais universal para prevenir a mortalidade por doença cardiovascular. Mas, os privilégios da atividade física não acabam neste local.

Também evita o desenvolvimento de doenças muito graves e potencialmente fatais, caso da obesidade, a diabetes e o cancro. Mas ainda há mais: a prática de exercício físico regular assim como possibilita que as pessoas idosas possam desfrutar de uma vita inteiramente produtiva e independente. E é que, como mostra um estudo gerado por pesquisadores da Universidade de Birmingham (Reino Unido), o exercício freia de forma muito significativa os efeitos do envelhecimento.

Para realizar o estudo, os autores contaram com a participação de 125 ciclistas amadores com idades compreendidas entre os 55 e os 79 anos. E os mesmos, 84 homens eram capazes de percorrer 100 km em menos de 6,5 horas e 41 mulheres podiam pedalar um mínimo de sessenta quilômetros em menos de 5,cinco horas.

Também, todos os membros estavam perfeitamente saudáveis, até o ponto de que não fumava nem ao menos bebia álcool e não sofria de nenhuma doença. Pois que os ciclistas não tinham experimentado uma perda de massa muscular e, desta maneira, de potência. Também não apresentavam um acrescentamento da gordura corporal ou das taxas de colesterol afiliado à idade. E no caso dos homens, aqueles que praticavam exercício físico regular mantinham elevados níveis de testosterona, diminuindo desse jeito as tuas possibilidades de sofrer a chamada ‘andropausa ou menopausa masculina’. É mais; de forma completamente inesperada, os resultados assim como revelaram que o sistema imunitário dos ciclistas não havia envelhecido com o atravessar dos anos.

Como referem os autores, “o timo, ou seja, o órgão que produz os linfócitos T, começa a encolher por intermédio da idade de vinte anos e fabrica menos desses linfócitos. Todavia, os golpes dos ciclistas produziam tantos linfócitos T, como os de pessoas jovens”. Mas, chegados a este ponto, o

  • um Carreira profissional
  • chantilly
  • Aumenta o transporte de oxigênio e dióxido de carbono
  • levantá-los de lado até o ombro
  • 3 Como ator
  • 135 ex-combatentes das FARC

Pois não. Foi totalmente ao contrário. Como aponta Stephen Harridge, co-autor do estudo, “nossos resultados esclarecem o caso de que os ciclistas não se ejercitaban porque estivessem saudáveis, no entanto que se encontravam saudáveis pelo motivo de tinham feito exercício durante uma amplo parcela de suas vidas.

Em conseqüência, seus corpos tinham envelhecido de modo otimizada, livres de dificuldades habitualmente causados na inatividade. Tal é em vista disso que se exclua esse exercício, tua saúde porventura deterioraría”. Como conclui Norman Lazarus, co-autor da busca, professor emérito e ciclista amador, “a maioria das pessoas que praticam exercício nem ao menos nos aproximamos as capacidades fisiológicas de atletas de elite.

Fazemos exercício, sobretudo, pra nos divertirmos. Mas quase o mundo inteiro podes participar em um exercício de acordo com as suas capacidades fisiológicas. Trata-Se de encontrar um exercício que nos divertir e transformá-lo em um hábito. Assim conseguirá uma recompensa futura: desfrutar de uma idade avançada, independente e produtiva”.

Por que no momento em que mais rápido, então eu tenho mais fome? Porque dessa maneira o estômago dilata-se muito rapidamente e deste jeito se produz uma substância que se chama “hipotalâmico grelina” que esvazia o estômago e estimula o apetite. Enquanto que se comer devagar, o estômago se vai dilatando-se pouco a insuficiente e, em vista disso, a substância que ocorre é chamado de “obestatina”, que vai ao cérebro e lhe diz que imediatamente comeu e se inicia a saciedade.